Com o objetivo de desenvolver a confiança das meninas em seu potencial para desafios estudantis de matemática, incentivar a participação feminina em olimpíadas científicas e promover a maior participação delas em treinamentos para essas competições, será realizado, pela primeira vez, o Torneio Meninas na Matemática (TM²).

Alunas de escolas públicas e particulares, matriculadas a partir do 8º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio, que tiveram bom desempenho na 40ª Olimpíada Brasileira de Matemática e 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, serão convidadas a participar da edição de estreia da competição.  O regulamento também permite a participação de estudantes selecionadas pelas coordenações regionais do torneio.

Este será o primeiro teste de seleção das quatro alunas que irão representar o Brasil na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática (EGMO), na Holanda, em 2020. Em 2019, o País obteve um resultado histórico na competição internacional, realizada em Kiev, na Ucrânia: a brasileira Mariana Groff, do Rio Grande do Sul, conquistou a primeira medalha de ouro nacional. Maria Clara Werneck, do Rio de Janeiro, e Ana Beatriz Studart, do Ceará conquistaram medalhas de bronze.

O TM² é uma iniciativa do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática e patrocínio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do Ministério da Educação.

As estudantes receberão os convites no próximo dia 26 e deverão confirmar a participação até o dia 31 de agosto. As provas serão realizadas em fase única, no dia 17 de outubro, em locais definidos pelas coordenações regionais do torneio. As participantes terão quatro horas e 30 minutos para resolver cinco questões discursivas.

A previsão é que os resultados sejam divulgados até dezembro de 2019. As ganhadoras irão receber medalhas de ouro, prata e bronze, além de certificados de menção honrosa.