Antes de contar a história da pesquisa que descobriu como a música era feita na época da Renascença, preciso explicar o que é uma partitura e o que é uma clave!

A partitura é uma representação escrita da música. Ela é formada por símbolos, conhecidos também como notas musicais, que estão associados aos sons que ouvimos. Para não esquecer as músicos que estão compondo, os compositores anotam cada nota e cada detalhe da música em uma partitura. Isso é uma prática muito comum entre os músicos!

Já a clave é um dos símbolos musicais utilizados na partitura. É aquilo que mostra onde começa a música e indica onde as outras notas musicais devem ficar dentro da partitura.

Dito isso, vamos à pesquisa! Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) descobriram, recentemente, que à maneira a qual os músicos da época do Renascimento (século XIV ao XVI) registravam as suas músicas eram bem mais legais que as notações de hoje!

 

Era tudo diferente!

Hoje, a clave mais comum é a clave de sol. Mas na Renascença isso era diferente. (Arte: Abrão Osório Júnior/UFU)

A professora Paula Callegari, do curso de Música da UFU e o professor Cesar Villavicencio, que também atua na UFU, descobriram várias vantagens ler  partituras originais. Uma das diferenças está na quantidade de claves usadas. Se hoje, a clave mais utilizada é a clave de Sol (veja a imagem), antes era comum usar a clave de Fá e de Dó.

Isso acontecia porque a maneira de indicar os sons mais agudos (aqueles mais estridentes, sabe?) ou mais graves (aqueles mais grossos) era também diferente. O espaço para esse registro era menor, por isso, os músicos da época acabavam recorrendo às claves diferentonas.

Outra descoberta feita pelos pesquisadores foi sobre os instrumentos que existiam naquela época! Os documentos do século XVII analisados pelos pesquisadores mostrou que havia mais de 50 tipos de famílias de instrumentos. Além da flauta, os renascentistas tocavam corneto, trombone, viola da gamba, alaúde, entre muitos outros. Com o passar do tempo, esses instrumentos foram se modificando. Por exemplo, se antes a flauta transversal era feita de madeira, hoje ela é feita de liga metálica.