Você está de férias, curtindo de montão o tempo livre para brincar com seus amigos por aí.

No intervalo entre uma brincadeira e outra, bate aquela sede e você corre para beber um copo de água ou um suco bem gelado…

Imagem meramente ilustrativa via Pixabay

Huuum, que refrescante!

A sensação de beber algo gelado em uma situação dessas é tão boa que parece até que o corpo está agradecendo pela recompensa recebida.

Mas por que a gente fica tão satisfeito ao tomar uma bebida bem gelada e refrescante?

De onde vem essa sensação boa?

O jornal estadunidense The New York Times publicou uma reportagem sobre uma pesquisa que encontrou algumas respostas para esta questão.

Os cientistas da Universidade da Califórnia e do Instituto Tecnológico da Califórnia descobriram, em um estudo com ratos, que, na verdade, não há uma conexão entre os sistemas neurais relacionados à recompensa e o monitoramento da ingestão de água.

O estudo foi publicado na revista especializada Neuron.

O que isso significa?

Imagem meramente ilustrativa via Pixabay

Essa onda de prazer que vem com a ingestão da bebida pode parecer um sinal de seu corpo de que você fez a coisa certa.

Afinal, principalmente nos dias quentes e secos, é importante evitar a desidratação! Então, se você bebe água, o corpo fica feliz.

Mas ao entender como a sede funciona nos corpos de mamíferos, os cientistas da Califórnia descobriram que a liberação de dopamina induzida pelo consumo de uma bebida gelada não está diretamente relacionada aos sinais de saciedade da sede.

A dopamina é um dos neurotransmissores mais conhecidos do nosso sistema nervoso. Ela é conhecida como o neurotransmissor do prazer, porque é comumente relacionada à sensação de felicidade, por exemplo.

O que a ciência nos ensina é que matar a sede e ficar satisfeito por estar bebendo uma água gelada e fresquinha são coisas diferentes, que nosso corpo entende de maneira diferente também.

Por isso, não deixem de beber água! Hidratação é importante até quando a gente acha que não está com sede. 😉