Que as mulheres fazem ciência a muito tempo ninguém dúvida. Já trouxemos vários exemplos aqui, como a Ada Lovelace, Margaret Hamilton, Maria de Fátima Starling, para comprovar isso.

Mas você sabia que muitas dessas cientistas levaram um tempão para que suas descobertas fossem reconhecidas? E mais! Que ainda hoje menos de 30% dos pesquisadores no mundo inteiro são mulheres.

Mas então, o que podemos fazer? Calma, várias pessoas e instituições, públicas e privadas, já compraram essa briga.

Diversos projetos estão sendo desenvolvidos para mudar essa visão e incentivar que mais meninas e mulheres sigam a carreira científica. Um deles é o “Eu consigo”.

Iniciativa da Uber, em parceria com o Ministério da Cidadania por meio da Lei de Incentivo à Cultura. O projeto busca inspirar meninas e estimular todo o seu potencial, além de conversar com os adultos sobre a importância de incentiva-la nas ciências.

O projeto foi desenvolvido ao estilo de uma caravana. Por meio de carretas, com sessões de cinema, teatro e atividades busca mostrar que, sim, elas conseguem construir o futuro.

A carreata já passou por diversas cidades e na capital mineira, o evento gratuito, ficará até sexta-feira (21/06) no Parque Lagoa do Nado. Ótima opção para aproveitar esse feriadão, não é?

Caravana “Eu consigo” – Conexão Cultural

Data e horário

Sexta (21 de junho)

Sessões de Teatro – 8h30 e 10h

Local: Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado – Rua Des. Lincoln Prates, 904 – Itapoã, Belo Horizonte.

Valor: Gratuito

Gostou do tema? Que tal ler mais sobre a história das cientistas brasileiras no e-book “Mulher faz ciência: Dez cientistas, muitas histórias”.

Via.