Ao longo da vida, uma pessoa está exposta a várias doenças. Algumas obtidas pela sua família – conhecida como doenças genéticas – ou pelo próprio organismo. Outras são transmitidas por animais, como por exemplo a toxoplasmose.

Segundo o professor do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ricardo Wagner de Almeida Vitor, a toxoplasmose, ou mais conhecida como a “doença do gato”, é uma infecção causada por um parasita chamado toxoplasma gondii.

“Acreditasse que 70% dos brasileiros o tenha em seu organismo, porém de forma adormecida”, informa o professor.

Além do ser humano a doença pode infectar animais com sangue quente. “Ou seja, as aves e os mamíferos (boi, cachorro, leão, etc.)”, conta Ricardo.

Mas afinal, por que ela é associada ao gato?

O professor explica que os felinos são os únicos animais que conseguem completar o ciclo de vida do parasita em seu corpo, expelindo-o, em suas fezes. Daí a má fama do bichano.

gato e toxoplasmose

Imagem meramente ilustrativa. Foto: Pixabay

Mas calma aí! A transmissão da toxoplasmose raramente ocorre a partir do contato com os gatos.

Em primeiro lugar, para transmitir a doença, o bichano precisa ingerir o parasita presente na carne crua de outros animais. Ou seja, a contaminação acontece quando o gato come carne de origem desconhecida do seu tutor.

Em segundo, para que a pessoa se contamine é preciso que ela tenha contato com as fezes apenas após 48h dele ter defecado. Caso contrário, o ciclo não se completa e ela não é infectada.

Por isto é tão importante limpar a caixinha de areia do seu gatinho periodicamente e manter o ambiente sempre limpo. Higiene é tudo!

Ainda, de acordo com o Ricardo Almeida, os gatos infectados expelem os parasitas, apenas uma vez na vida, por apenas um mês. Esta eliminação ocorre 10 dias após o gatinho ter sido contaminado.

O professor ressalta, porém, que o cuidado com a “caquinha” do animal é importante. Quando presentes nas fezes “o parasita fica ativo por 6 meses, tendo muito tempo para contaminar os solos, águas e verduras”.

lavar as mãos

Lavar bem as mãos, verduras, frutas é uma forma de se proteger da Toxoplasmose. Foto: Pixabay

Por isto a higiene com os alimentos é tão essencial, pois de acordo com o professor, uma das formas da pessoa contrair a doença é, justamente, comer este parasita: seja por meio da ingestão de alimentos, como verduras e frutas, bem como água contaminada.

Falta de higiene é o principal vilão

Outra forma de contaminação é o consumo de animais (boi, porco, bezerro) infectados com a toxoplasmose. De acordo com o professor Ricardo, assim como nos humanos um animal pode não apresentar sintomas, mas está infectado com a doença.

O microrganismo pode ficar na musculatura do animal e ficar vivo ali. “Quando comemos a carne desse animal malcozida, ingerimos esse organismo e podemos nos contaminar”, explica.

 O professor lembra que há formas de se prevenir da doença. “Beber apenas água filtrada, lavar muito bem os vegetais e as verduras antes de comer, principalmente aqueles que comemos cru, como alface e agrião. E por fim, cozinhar bem toda a carne que você for comer”, informa.

Gostou do assunto e quer saber mais? Então clique aqui para entender como lavar as mãos evita doenças.