2019 chegou e com ele o primeiro grande evento astronômico do ano: um eclipse lunar total, visível em Minas Gerais!

Segundo o coordenador do grupo de Astronomia da UFMG, Renato Las Casas, estamos em posição privilegiada para acompanhar este belo espetáculo da natureza.

E o melhor! O grupo coordenado pelo professor estará disponível para acompanhar os interessados em assistir e saber mais sobre o fenômeno.

A programação especial acontecerá no próximo domingo, 20, em Catas Altas, região central do estado, a 130 km de Belo Horizonte.

Durante a tarde, das 15 às 18h, professores e monitores realizarão atividades na Casa do Professor de Catas Altas, como esclarecer dúvidas sobre o eclipse lunar, além de disponibilizar um laboratório para demonstrar o processo.

A partir das 23h serão fornecidos gratuitamente telescópios e binóculos no alto da Capela Santa Quitéria.

Ficou interessado? Pode obter informações pelos telefones (31) 3409-5679, do Grupo de Astronomia da UFMG, e (31) 3596-9000, da Prefeitura de Catas Altas.

O fenômeno da “Lua de Sangue”

O eclipse terá duração de mais de três horas, com cobertura total da lua por mais de uma hora, quando a lua ficará avermelhada, fenômeno conhecido como “Lua de Sangue”

Renato Las Casas, explicou em detalhes o acontecimento, em entrevista à TV UFMG. Veja que interessante!

Acompanhe passo a passo

Primeiro, a lua irá interceptar uma parte mais difusa da sombra projetada pela Terra no Espaço, chamada de penumbra. Neste estágio, pouco se percebe visualmente. 

Depois da fase penumbral, vem a umbral, quando o eclipse fica mais evidente, já que a Lua se encaminha para a parte central e mais escura da sombra, a umbra.

À medida em que a Lua mergulha na umbra, ela vai ficando alaranjada porque os raios solares que atingem a Terra atravessam sua atmosfera sem serem bloqueados. Um efeito semelhante a uma filtragem faz emergir uma luz mais avermelhada, que atinge a Lua, deixando-a lindamente colorida.

O eclipse começa oficialmente à 00h36 (horário de Brasília) da segunda-feira.

Veja o horário de cada fase. 

P1 – Início da fase de penumbra e início do eclipse: 00h36

U1 – Início da fase de umbra: 01h33

U2 – Lua totalmente na umbra: 02h41

Máximo do eclipse: 03h12

U3 – Lua começa a sair da umbra: 03h43

U4 – Fim da fase de umbra: 04h50

P4 – Fim do da fase de penumbra e fim do eclipse: 05h48

Foto: Stellarium/Cassio Barbosa – Site G1

Para não ficar o tempo todo olhando para o céu, você pode se concentrar no intervalo entre 02h41 e 03h43,  período em que a Lua estará mais escura e alaranjada. O grau de alaranjado só dá para saber na hora, segundo o professor e colunista do portal G1, Cássio Barbosa

Próximos eclipses e dicas

Em julho, haverá outro eclipse visível no Brasil, mas além de parcial, não será visível em todo o país. O próximo eclipse lunar total visto no Brasil será apenas em 2025! Não espere até lá!

Dicas para observar?

Encontre um local amplo, com visão para a Lua e que seja seguro. Nenhum equipamento é necessário, mas se você tiver uma luneta ou binóculo que consiga apoiar em algum lugar estável vai conseguir ver a sobra da Terra avançando sobre a superfície da Lua. Eu já fiz isso e é bem legal. (Cássio Barbosa, colunista do G1)

Serviço

Laboratório Interativo/Demonstrativo
Data: 20/01/2019
Horário: 15h às 18h
Local: Casa do Professor de Catas Altas – Praça Monsenhor Mendes, 272, Catas Altas – MG

Observação do Eclipse Lunar em Catas Altas
Data: 20/01/2019
Horário: 23h
Local: Capela Santa Quitéria – rua Santa Quitéria, s/n/, Catas Altas – MG

Fontes: UFMG e blog do cientista Cássio Barbosa