Certamente você já ouviu a expressão “ao pé da letra” quando alguém entende apenas o que foi dito e não o que está subentendido.

Por exemplo, a frase “cair do cavalo” significa se enganar com algo, mas levar “ao pé da letra” seria pensar que realmente alguém caiu enquanto andava de cavalo.

Mas você sabia que as letras realmente têm pé e outras partes? O estudo do pé e das partes das letras se chama Tipografia.

Assim como os seres vivos são separados por raças, famílias e classes, as letras são organizadas pelas suas estruturas de composição definidas em projetos elaborados há mais de 500 anos.

Tipografia 2

Chamadas de Tipos (daí vem o nome Tipografia), as letras podem ser separadas em quatro categorias: góticas, romanas, grotescas e escriturais.

Vamos falar de cada uma delas, mas antes vamos entender as partes de uma letra.

Góticos

Apesar do nome nos lembrar de filmes de terror, esta categoria não tem nada de horripilante. São estilos de letra criadas com desenhos, chamados de ornamentos, muito comuns na Idade média.

Romana

Durante o império Romano era costume gravar letras em pedra, pintando os traços com um pincel, mudando as formas dependendo do uso.

Grotesco

Letras grotescas podem ser bem limpas, sabia? Recebem esse nome porque não possuem nenhum detalhe decorativo como as letras romanas, porém são as queridinhas dos designers para serem usadas em títulos.

Escriturais

Você já deve ter visto essas letras em convites de casamento ou produtos de beleza. Seguindo o estilo de letra manual podem ser bem diferentes entre si, mas chamam bastante atenção, não acha?

Agora você já conhece bem as letras, então, já pode contar aos seus colegas e familiares que as letras não só possuem pé, como famílias e parentes também!

Tipografia

Via: Clube Design e Tipógrafos.