Se você acha a política um tema meio chato, saiba que é muito importante se envolver com esse assunto e tomar conhecimento de tudo que rola no universo das casas legislativas, administrações e governos. O ideal é que todo cidadão seja consciente politicamente, promovendo espaços para o diálogo sobre questões que afetam o cotidiano da cidade, estado ou país.

Melhor ainda é começar desde cedo – na infância e adolescência! Selecionamos algumas iniciativas de educação para cidadania que ajudam a entender melhor o quanto a política faz parte do nosso dia a dia, principalmente neste ano eleitoral. Confira:

Foto: UFMG/Divulgação

Foto: UFMG/Divulgação

Câmara Mirim de BH

É um projeto da Câmara Municipal de Belo Horizonte para o desenvolvimento da consciência política e participativa. A cada ano, são eleitos 45 vereadores mirins, entre alunos do 3º ciclo do ensino fundamental de dez escolas municipais e do Centro Pedagógico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os estudantes se reúnem uma vez por mês, na Câmara de BH, onde aprendem sobre processo legislativo, desenvolvem habilidades de oratória e trabalho em equipe, discutem problemas das comunidades e formulam propostas para solucioná-los.

Ao final do projeto, os vereadores mirins discutem e votam as propostas, em sessão plenária. As matérias aprovadas são encaminhadas para a Comissão de Participação Popular da Câmara Municipal que, após análise de viabilidade, pode apresentá-las para tramitação regular no Legislativo Municipal. É isso mesmo, uma chance de criar projetos de lei reais!

Arte: Livro sobre Câmara Mirim / plenarinho.leg.br

Arte: Livro sobre Câmara Mirim / plenarinho.leg.br

Plenarinho

É uma iniciativa da Câmara de Deputados que reúne jogos, cartilhas, revistinhas e animações para estimular a formação de consciência política nas novas gerações onde estão nossos futuros líderes. O Plenarinho nasceu da iniciativa de funcionários da Câmara dos Deputados, que foi a vencedora do concurso “Câmara em Ideias” de 2002. É voltado para o universo infantil: crianças de 7 a 14 anos, pais e professores.

Dentro do Plenarinho há iniciativas como Câmara Mirim, em que crianças apresentam e votam projetos de lei de sua autoria; Eleitor Mirim, no qual estudantes participam da eleição de candidatos fictícios desde a campanha até a votação em uma urna eletrônica virtual; e Turma do Plenarinho, composta por sete simpáticos personagens que vivem uma série de aventuras relacionadas ao tema da cidadania.

reizinho mandaoLivros

A ditadura é assim (Texto: Equipo Plantel /Ilustração: Mikel Casal)

Conta a história de um Ditador muito bravo e ilustra como funciona a sociedade dentro de um regime autoritário. A criança conhece funcionamento da ditadura partindo de exemplos simples, a fim de que compreenda os problemas existentes nesse sistema político.

 A democracia pode ser assim (Texto: Equipo Plantel /Ilustração: Marta Pina)

Apresenta o conceito de democracia a partir de imagens próximas do cotidiano das crianças, tomando como exemplos a hora do recreio e o jogo: atividades nas quais todos que participam têm de tomar decisões e assimilar regras. O texto mostra a necessidade de conhecermos o “jogo de democrático” para que ninguém acabe injustiçado.

O Reino Adormecido (Texto: Leo Cunha/ Ilustração: André Neves)

Conta história do Reino Alegre após a morte da linda princesa Clarice,que caiu do alto da torre do palácio. Depois dessa tragédia, por decreto se Sua Majestada, o Rei Soberano, todos os súditos devem retirar suas roupas coloridas e vestir roupas pretas porque o reino esta de luto. É um drama com rosto de comédia, pois traz um tema sério, de forma lúdica e leve para a criançada.

O Reizinho Mandão – (Texto: Ruth Rocha/ Ilustração: Walter Ono)

Um reizinho mandão (que no fundo era um menino mal-educado e mimado) mandava todo mundo calar a boca. De medo, as pessoas calavam. No entanto, calaram tanto que esqueceram como falar. Tá vendo que falar de política é falar de diálogo e participação? Calado não dá para se engajar…