“Mente sã, corpo são”. Por acaso, você já ouviu algum adulto soltar essa frase curtinha, mas superimportante?! No fundo, no fundo, essas quatro palavrinhas se juntaram para transmitir uma ideia bem legal: se a cabeça de alguém estiver cheia de charadas instigantes, e de pensamentos bons, a saúde de seu corpo também ficará ótima!

Bike SLO County/ Flickr

Bike SLO County/ Flickr

Bacana, né?! Bem… Mas e se a gente inverter essa lógica? Ou seja: se o corpo estiver cheio de energia, a mente também ficaria mais forte, esperta e inteligente? Como tal dúvida não me saía da cabeça (pois eu também não paro de pensar!), resolvi conversar sobre ela com um cientista.

Procurei, então, o professor Guilherme Menezes Lage, que trabalha na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais, a UFMG. Sabe que boa notícia ele nos deu?

– A manutenção de um corpo saudável está associada a ganhos no bem-estar físico, social e mental das pessoas.

Cérebro atleta

Em outras palavras, quando você joga futebol, dança balé, pula corda, brinca no quintal ou faz Educação Física, não é só o corpo que sorri! Sua mente também se fortifica, de maneira a que compreenda melhor, por exemplo, os desafios da Matemática ou as regrinhas de Português.

– Os benefícios mais discutidos são as melhorias na condição cardiorrespiratória e no desenvolvimento dos sistemas muscular, esquelético e endócrino – afirma Guilherme.

Isso quer dizer que, depois daquela divertida brincadeira, ou da prática de esportes, o coração, os pulmões, os ossos e os órgãos que produzem hormônios (substâncias importantes para o equilíbrio corporal) ficarão muito mais fortes!

Foto: Felipe Barros/ExLibris/Secom-PMI/Prefeitura de Itapevi/ Flickr

Foto: Felipe Barros/ExLibris/Secom-PMI/Prefeitura de Itapevi/ Flickr

E quer saber outra ótima consequência desse corpo ativo e flexível? Um montão de melhorias nas chamadas “funções cognitivas”, e, por exemplo, no desempenho escolar: – Pesquisas mostram que a prática de exercícios físicos auxilia, por exemplo, as habilidades matemáticas e de leitura dos estudantes – explica o professor.

Tem mais!

Um corpo saudável também é bom demais para o… humor! Sim! Exercícios físicos têm papel direto na regulação de nosso sorriso para a vida. Por meio deles, melhoram, por exemplo, os sintomas da depressão, uma doença perigosa, na qual a gente precisa ficar de olho!

– Já observamos, ainda, ganhos em testes de QI. Outros efeitos, que precisam ser mais estudados, mostram redução da ansiedade e alteração positiva na autoestima de crianças e adolescentes – completa o professor Guilherme.

Como você viu, exercitar-se é algo fundamental. Brincadeiras e esportes fortalecem a musculatura e a coordenação motora, além de melhorar a concentração para os estudos. Vamos brincar, então? Veja na nossa versão impressa alguns objetivos para cumprir: