Você aí gosta de matemática ou ela ainda é um bicho de sete cabeças? Essa ciência cheia de números está mais presente do que a gente pensa no cotidiano. Fica mais fácil entender matemática quando se percebe que ela está inseria em tudo que envolve raciocínio lógico e abstrato. Que saber como?

Para atravessar a rua com segurança, calculamos de cabeça se a distância pode ser percorrida no tempo que nos resta de semáforo fechado. Para fazer um bolo é fundamental respeitar as medidas de cada ingrediente. Esses dois exemplos são bem cotidianos, mas a matemática está presente nas mais variadas experiências ou construções humanas como, por exemplo, o planejamento das obras em uma cidade.

A matemática também é base para estudos da Física, Biologia, Química, Engenharia, Economia, Administração, Artes, Agricultura e Medicina. E aí? Já está convencido que a matemática é parte fundamental do seu dia a dia?

Todo ano, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) promove a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. E adivinha qual será o tema em 2017? “A matemática está em tudo”.

A semana é reconhecida como o maior evento de popularização da ciência do país e um dos maiores do mundo. Uma grande oportunidade para mostrar, de forma simples, divertida e didática, os avanços da ciência e os resultados do desenvolvimento tecnológico no Brasil e no mundo.

As programações acontecem entre os dias 23 e 29 de outubro em várias instituições de ensino no país. Algumas escolas aproveitam para promover feiras de ciência e tecnologia neste mesmo período, assim a semana se torna um momento de exposições de trabalhos e projetos científicos, palestras, oficinas, minicursos e intercâmbios.

Em Minas, serão 38 instituições, espalhadas em 16 cidades para promover 787 atividades. Você pode consultar a programação pelo site, escolhendo estado, cidade e instituição de ensino.

Entrando no clima da matemática

Durante o ano de 2017, publicamos aqui na Minas Faz Ciência várias matérias ligadas ao tema “A matemática está em tudo”. Confira aqui alguns posts:

Matemática no cordel: quando os números dão rima! Entrevista com o cordelista mineiro Olegário Alfredo revela que fazer literatura de cordel também exige do escritor habilidade com os números para que as rimas funcionem.

Matemática divertida: Projeto Visitas. Entrevista com Aniura MIlanés, professora e coordenadora do Projeto Visitas, da UFMG. Ela fala sobre a importância da popularizar a matemática.

A matemática da música. O mestre em música pela UFMG Alfredo Ribeiro explica as relações entre a música e a matemática

Cubo mágico e matemática: conheça estudante que é campeão desse desafio. Pedro Henrique da Silva Roque explica que para resolver esse quebra-cabeça é preciso concentração,  determinação e habilidades de lógica.

A matemática está em tudo. Entrevista com o vencedor da medalha FIELDS, Artur Ávila. O matemático defende medidas que ajudem a popularizar e desmistificar a matemática.

Cada história uma equação. Saiba como a matemática está presente na nossa vida. A equipe Minas Faz Ciência foi até a Praça Sete, em Belo Horizonte, conversar com as pessoas sobre como a rotina delas é influenciada pelos números.

Conheça curiosidades do mundo mágico da matemática. Se alguém perguntar qual sua matéria preferida, qual a chance de você dizer matemática? a gente vai mostrar que ela não é bicho-papão!

Quem foi o inventor do símbolo matemático de igualdade? Conheça Robert Recorde. Ele se aborrecia quando precisava escrever por extenso que um lado da equação era igual ao outro. Assim, decidiu usar um símbolo!

Bicho de sete cabeças? Difícil para alguns, fácil para outros, a matemática pode, na verdade, ser fascinante para todos.

Ainda fizemos uma edição com uma reportagem especial sobre segredos, reflexões, limites, ferramentas da (sempre) desafiadora matemática. Confira: